A problemática da Queima do lixo em Luanda

Updated: Mar 22



A gestão de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) em qualquer sociedade é um assunto prioritário por parte da população e do governo, pois o cuidado indevido provoca o surgimento de problemas ambientais, sociais e económicos. Infelizmente, nos últimos meses em Luanda se tem verificado amontoados de lixos na via pública, devido aos atrasos sistemáticos nos pagamentos às operadoras de recolha de lixo, e como consequência, a maioria das empresas de saneamento básico pararam de funcionar e removeram os seus contentores da via pública.


Devido a isso, a população tem recorrido a incineração* do lixo para mitigar a situação, o que na verdade acredito que estão a (poderá) criar outros problemas sociais e ambientais. Ao longo desta matéria, vamos nos focar em dois pontos principais: As consequências da incineração do lixo e as possíveis soluções da problemática do lixo.


As consequências da incineração do lixo


A queima de lixo de uma maneira geral é uma prática comum em Luanda, porém provoca a liberação de dioxinas e furano – substâncias altamente tóxicas – no ar e são uma ameaça à saúde da população.


No ser humano, a queima de lixo pode provocar dor de cabeça, náusea, doença de pele e irritação dos olhos e das vias respiratórias principalmente em crianças e idosos. Para o ambiente, promove o aumento do efeito estufa – ou o aquecimento da temperatura da terra acima do normal.


As possíveis soluções da problemática do lixo


O que é hoje um grande problema para Luanda, pode na verdade, ser a solução desses problemas, visto que o lixo é riqueza disputada por empresas de topo.Acreditamos que a solução da problemática do lixo passa por mudança de consciência e criação de políticas específicas de como tratar o lixo. Para começar podemos criar projetos educacionais para todas as idades, em especial crianças.

Face a isto, sugerimos as seguintes possíveis soluções:

  • Formação de técnicos de educação ambiental para a promoção de campanhas de sensibilização;

  • Criar políticas para implementação da educação ambiental no Plano Curricular das escolas primárias e secundárias;

  • Realização de campanhas de sensibilização, palestras, criação de vídeos educativos de como preservar o ambiente;

  • Implementar reformas no processo dos resíduos, que inclui recolha selectiva, criação de mais ecopontos, e dar um incentivo fiscal as empresas que contribuem para a educação e promoção do ambiente sustentável;

  • Responsabilizar cidadãos que não tratam devidamente o lixo ou queimam na via pública;

  • Responsabilização dos prestadores de serviços e produtores de bens que estão diretamente envolvidos com a destinação final dos resíduos gerados por suas mercadorias, e incentivar os indivíduos a serem consumidores mais conscientes, reciclarem e produzirem menos lixo;

  • Pensar na implementação da incineração do lixo e usar a energia liberada durante a queima para produção de energia térmica e elétrica;

  • Incentivos (facilitações fiscais e burocráticas, financiamento bancário) para entrada ou abertura de mais empresas de reciclagem em Angola;

Desta forma, podemos afirmar que existem muitas formas e inúmeros modelos eficazes de resolver os problemas de resíduos sólidos urbanos no país. A preservação do ambiente não pode ser vista de forma isolada, há que se pensar num todo, sem haver distinção de status social, por se tratar de uma questão de ordem colectiva (Soares e Mateus, 2020). Todos somos chamados a contribuir, reciclando o nosso lixo, tratando adequadamente o esgoto das nossas casas, denunciando os abusos contra o ambiente, utilizando produtos biodegradáveis e, criando na comunidade, o espírito de responsabilidade ambiental e social que todos possam beneficiar.


Notes


*Incineração refere-se a queima do lixo de maneira controlada, através de um grande forno reduzindo o seu volume em até 85%. Com isto dito podemos concluir qua a queima de lixo em angola não é incineração, mas nesta matéria chamaremos desta maneira.



Referências

Ambiental, M., 2013. O velho hábito de queimar lixo. [online] Master Ambiental – Consultoria https://www.masterambiental.com.br/noticias/residuos-solidos/o-velho-habito-de-queimar-lixo/ [Accessed 8 February 2021].

Soares, N. and Mateus, D., 2020. O Problema da Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos em Angola | EcoAngola. [online] EcoAngola. Available at: https://ecoangola.com/o-problema-da-gestao-de-residuos-solidos-urbanos-em-angola/ [Accessed 8 February 2021].

(Soares and Mateus, 2020)